Como calcular a quantidade de comida ideal para seu cachorro no dia a dia?

October 6, 2017

 Foto: Shutterstock A tabela nutricional da embalagem da comida podem te ajudar a descobrir a quantidade ideal

 

 

A alimentação dos cachorros deve ser uma das prioridades dos donos. Quando estão comendo de forma saudável, os cães crescem fortes, inteligentes e são menos propensos a desenvolver doenças. No entanto, não é apenas a qualidade da comida que importa. A quantidade também é fundamental para dar saúde ao seu cãozinho.

Quantidade de comida varia de acordo com peso e porte do cão

No dia a dia, é importante aprender a calcular a quantidade ideal de comida para o cachorro. Para isso, a melhor forma é observar as informações contidas na embalagem da ração. "Calcula-se a quantidade de comida por meio da tabela na embalagem do alimento, considerando peso, idade, porte e nível de atividade do cão", afirma o veterinário Alexandre Kühner.

Cães maiores devem receber mais comida do que um cachorro de pequeno porte. Aqueles companheiros que adoram correr pela casa o dia todo e estão sempre prontos para uma brincadeira também devem ganhar porções mais generosas que os cães mais calmos e sedentários. Em relação ao peso, cachorros magrinhos, sem músculos e com ossos facilmente visíveis, devem ter a alimentação reforçada.

Obesidade e doenças de pele são sinais de problemas na alimentação

Já a quantidade diária de refeições fica por conta da idade: "A frequência de alimentação depende da idade do animal, mas geralmente, recomenda-se dividir a quantidade diária em, no mínimo, duas refeições", explica o especialista. Para os filhotinhos, encha o pote de ração quatro vezes por dia, mas diminua para três ao chegar aos quatro meses e para duas vezes ao atingir oito meses de idade.

Caso a quantidade ideal de comida não esteja sendo respeitada, seu pet logo começará a dar alguns sinais de alerta. "O cão pode apresentar ansiedade se receber menos alimento e, em longo prazo, pode ter falhas no desenvolvimento, dermatopatias e caquexia. Comida em excesso pode causar problemas no fígado, gastroenteropatias, obesidade e diabetes", alerta Kühner. Na dúvida, não se esqueça de consultar um veterinário.

 

 

Leitura: MSN    Estilo de Vida

Please reload

Direitos Reservados

Guia Indicador - Dez Anos